Bebé Académico :: Baby Academic

Eis o meu pequeno professor de Oxford, vestido finalmente com o casaco que fiz com base neste modelo. Ontem recebi várias perguntas a respeito de modelos de tricot para bebés e, apesar de não ser uma especialista no assunto, posso dizer-vos que a minha mãe segue os modelos dos livros da Marie Claire Idées (em francês), da Debbie Bliss (em inglês), de revistas francesas de tricot que comprou quando estava grávida de mim e do Ravelry. Há uns meses fiz um apanhado de modelos para rapaz disponíveis gratuitamente na internet: podem ver as minhas sugestões aqui.
Ah, e para quem indagou a respeito de nódoas e lavagens, eu lavo tudo na máquina, caxemira incluída. Há que ter atenção ao programa e usar um detergente apropriado, como é óbvio! Mas nunca tive problemas com lãs que encolhessem ou feltrassem ou outros desastres do género.
Just look at my little Oxford don finally dressed with the cardigan I made for him based on this pattern. Yesterday I received a few questions about knitting patterns for babies and although I’m no expert on the subject, I know that my mother uses patterns from the Marie Claire Idées books (in French), Debbie Bliss (in English), some French knitting magazines she bought when she was pregnant with me and Ravelry. A few months ago I wrote a post with my favourite free knitting patterns for baby boys that are available online — you can check it out here.

Oh and some people mentioned stains and washing: I wash everything in the washing machine, cashmere included. You obviously have to be careful and choose the appropriate programme and detergent! I have never had any problems with felted wool or any other disasters of that kind.

(photos: Tiago Cabral)

Lãs + Fazendas :: Wool + Tartan

Chegou a altura do ano em que apetece começar a combinar camisolas de lã com fazendas escocesas. Quero fazer alguns macaquinhos para o Rodrigo e estive a fazer alguns ensaios preliminares para tentar perceber o que é que fica bem com o quê. Agora há que escolher o molde e começar a coser! (as camisolas e casacos que hoje mostro foram tricotados pela minha mãe, pela minha sogra e por mim; as fazendas foram todas aproveitadas de saias)
It is the time of year for starting to match wool jumpers and tartans. I want to make some rompers for Rodrigo and spent some time finding out what goes with what. Now I just have to pick a pattern and start sewing! (the jumpers and cardigans on show were hand-knitted by my mother, by my mother-in-law and by me; the tartans have come from old skirts and kilts)
(photos: Tiago Cabral)

Marinière

Ando a tricotar uma camisola bretã para o Rodrigo. O modelo vem neste livro francês e é a minha estreia nas riscas — que vale é que a minha mãe está sempre disponível para ajudar-me a resolver os desafios que vão aparecendo (já alguma vez tricotaram via Skype?). A propósito, estou completamente rendida às agulhas circulares Addi. A minha mãe tem este estojo mas, apesar de achar a ideia brilhante, queixa-se de alguns defeitos no sistema de encaixe das agulhas. Eu estou a comprar as minhas pouco a pouco, aqui em Inglaterra, e tenho escolhido o fio com 80 cm. Curiosamente, descobri umas no Corte Inglés em Lisboa que, apesar de virem numa embalagem Coats, são Addi. A Retrosaria também as vende.
I’m knitting a Breton top for Rodrigo. The pattern is from this French book and it’s the first time I’m knitting stripes — I’m glad my mother is always available to help me overcome any knitting challenges I may encounter (have you ever knitted via Skype?). By the way, I’m totally converted to Addi circular needles. My mother owns the interchangeable set and although she thinks the set is a brilliant idea, she  complains that the joints sometimes don’t work properly. I’m buying my needles as I need them, one at a time.

(photos: Constança Cabral)

Baby Sophisticate Cardigan :: Finito!

O casaco à avô para o Rodrigo usar no próximo Outono está pronto! Fartei-me de aprender coisas novas e finalmente percebo que o tricot é uma actividade tão viciante quanto relaxante. Já tenho novo projecto nas agulhas!
The grandpa cardigan for Rodrigo to wear next Autumn is finished! I’ve learnt lots of new things along the way and I can now understand when people say that knitting is both relaxing and addictive. I’ve already casted on a new project!

(photos: Tiago Cabral)

Manta de Bebé :: Baby Shawl

Quando há uns tempos mostrei este xaile/manta que a minha mãe tricotou para o bebé, houve quem me  tivesse perguntado como tinha sido feita. Finalmente pedi à minha mãe as instruções — aqui estão elas:
Xaile/Manta de Bebé
Tamanho final: 1 m x 1 m
Fio: 10 novelos de 50 g (para agulhas 4 / 4,5 mm) 100% lã
        resto de lã em tom contrastante (para o ponto caseado)
Agulhas: 5,5 mm (para que a manta fique maleável, é importante usar o número de agulhas acima do indicado nos novelos)
Montar 5 malhas.
Tricotar em ponto jarreteira (sempre meia ou sempre liga), aumentando 1 malha de cada lado, a cada  2 carreiras, até ter chegado ao final do 5º novelo.
Diminuir 1 malha de cada lado a cada duas carreiras, até voltar a ter apenas 5 malhas.
Rematar.
Pespontar a toda a volta em ponto caseado.
A while ago I showed you this shawl/blanket my mother has knitted for the baby. Since some of you wished to know how it was made, I asked my mother for instructions — here they are:

Baby Shawl/Blanket

Finished size: 1 m x 1 m
Yarn: 10 skeins of 100% wool (50 g each) for 4 / 4.5 mm needles
          some leftovers in a contrasting colour (for the blanket stitch)
Needles: 5.5 mm (in order for the shawl to become soft and malleable, it’s important to choose thicker needles than the ones the yarn calls for)

Cast on 5 stitches.
Work in garter stitch (work every row as a knit row).
Increase 1 stitch on each side every 2 rows until you reach the end of your 5th skein.
Decrease 1 stitch on each side every 2 rows until you are left with only 5 stitches.
Cast off.
Overcast in blanket stitch.

(photos: Tiago Cabral)

Lã e Flores :: Yarn and Flowers

Uma dos sítios obrigatórios para quem visite o Reino Unido e goste de crafts é a secção de retrosaria do John Lewis. A minha mãe perdeu a cabeça com as lãs e comprou alguns novelos para tricotar camisolas para o próximo Inverno. Eu não resisti a fotografá-los em cima da lareira, num arranjo que mais parece um anúncio à Debbie Bliss que um exercício de styling
If you visit the UK and are into crafts, you shouldn’t miss the haberdashery department in John Lewis. My mother got quite excited with all the fabulous yarn and bought some skeins destined to become sweaters for next winter. I couldn’t resist photographing them on the mantlepiece; only it seems more of a Debbie Bliss ad than a styling exercise…
(images: Constança Cabral)

I ♥ handmade!

O facto de eu não tricotar não significa que não adore coisas tricotadas à mão. Este Natal recebi várias da minha mãe (a meu pedido), entre as quais se contam estas luvas. São ultra-elaboradas e deram muito trabalho, mas o esforço valeu a pena (para mim é fácil falar porque não passei horas a fazê-las). Tenho-as usado todos os dias!
The fact that I don’t knit doesn’t mean I don’t love handknitted things. This Christmas I was lucky enough to receive many handknitted items made by my mum, one of those things being these gloves. They are very elaborate and took much time to make but I think they are totally worth the effort (it’s easy for me because I didn’t spend hours making them). I’ve been wearing them every day since I got them!


(images: Tiago Cabral)