Silhuetas Pintadas :: Painted Silhouettes

[scroll down for English]

Depois de finalmente termos arrancado o papel de parede cor-de-rosa da nossa sala e termos pintado tudo de cinzento, deparei-me com uma grande questão: o que pôr em cima da lareira? O ideal seria um “quadro bom” mas, hélas!, não temos nada disso…

[O Tiago e eu frequentemente comentamos como nos teria dado jeito termos recebido uma herança de umas tias solteiras (imaginárias, claro está)… tudo aquilo que faríamos com os objectos das “tias” é piada recorrente cá em casa.]

Na falta do dito quadro cheio de dignidade, comecei a pensar que teria graça ter uns retratos dos nossos filhos. Imaginei logo umas aguarelas estilo anos 30 (estão a ver o género?), mas novamente me deparei com a impossível grandiosidade dos meus sonhos.

Felizmente tenho uma subscrição mensal do Creativebug e descobri lá esta aula sobre como criar silhuetas de aguarelas. Durante uma daquelas semanas em que o Tiago esteve fora, preparámos-lhe um presente de Natal. Isto entretanto já foi feito há dois anos, o Rodrigo tinha quase 4 anos e o Pedro tinha 1 ano e 3 meses (só para verem o tempo que demoro a escrever um post).

Comecei por tirar fotografias de perfil aos rapazes (tarefa que acarretou os seus desafios). Depois ampliei-as (a olho), de maneira a que ficassem as duas mais ou menos do mesmo tamanho, e imprimi-as. Tracei os contornos em papel vegetal e pu-las de lado.

Chegou então a altura de criar as “pinturas”. Quando os rapazes estavam na escola, preparei tudo: comecei por aplicar uma aguada azul a dois papéis de aguarela (tamanho A3). A seguir, prendi os papéis à mesa de jantar com fita de pintor e dispus uma paleta de cores muito limitada (cores muito limitadas, insisto) de tintas acrílicas, assim como pincéis grandes e rolos de espuma.  Assim que eles chegaram a casa, fomos directos para a mesa pintar e, quando achei que já chegava, tirei os papéis do alcance deles. Com crianças tão pequenas, o potencial para o desastre é enorme… há que ser firme!

No dia seguinte, usei o papel vegetal para traçar os contornos dos perfis em cima das ditas “pinturas”. Tracei o perfil do Rodrigo em cima do papel pintado pelo Rodrigo, e a do Pedro em cima da pintura do Pedro, bem entendido. Com um x-acto, cortei tudo com cuidado, colei as silhuetas em cima de papel branco de aguarela, comprei duas molduras e mandei cortar passe-partouts à medida. Embrulhei os dois quadros e pu-los debaixo da árvore de Natal com uma etiqueta a dizer Pai.

***

After we finally removed the pink wallpaper in the sitting room and painted all the walls light grey, I was confronted with the big question of what to put on the mantel. Ideally we’d hang a “good picture” but hélas!, we don’t own any of those…

[Tiago and I frequently reminisce about how lovely it would be if only we had received an inheritance from a couple of spinster old aunts (imaginary aunts, of course)… what we would do with the objects they would have bequeathed upon us… it’s a common joke here in this household.]

In the absence of said painting, I started thinking that it would be nice to have some portraits of the boys. I immediately imagined something along the lines of a 1930s watercolour (you see what I mean?) but again I stumbled against the impossible grandiosity of my dreams.

Thankfully, another idea came to mind. I have a monthly subscription to Creativebug and I decided to take inspiration from this class on creating watercolour silhouettes. So in one of those weeks when Tiago was overseas, we made him a Christmas present. Mind you, this was two years ago: Rodrigo was nearly 4 and Pedro was 15 months old (you can see how long it takes me to actually write a blog post).

I started by taking photos (easier said than done). Then I enlarged them so that they ended up roughly the same size and I printed them. I then used tracing paper to trace the outlines of their profiles.

Then came the time to make “art”. While the children were at school I took care of the prep work: I took two A3 sheets of watercolour paper, applied a blue wash to them and taped them to our dining table. I chose a very limited palette of colours (very limited colours, I can’t stress this enough) of acrylic paints, as well as some big paintbrushes and foam rollers. When the boys got home we started painting straight away and as soon as I though they’d done enough, I took the paper away from them. A bit ruthless, perhaps, but with very young children the potential for disaster is huge. You must be firm!

The next day I used the tracing paper to transfer the profiles onto the “paintings”. I traced Rodrigo’s profile on Rodrigo’s painting and Pedro’s profile onto Pedro’s painting, naturally. I carefully cut out the silhouettes with an x-acto knife, glued them onto white sheets of watercolour paper, bought two frames and had two mats cuts to size. Finally, I wrapped the frames and put them under the Christmas tree with a tag with Dad written on it.

23 thoughts on “Silhuetas Pintadas :: Painted Silhouettes

  1. Teresa says:

    Olá Costanca, parece que o papel branco de aguarela tb tem a silhueta cortada ou é só ilusão óptica? A aguarela pintada está por cima de um papel branco de aguarela – colado?
    Está espectacular! Adorava reproduzir cá em casa… mas o jeitinho para cortar c c-acto não é o mesmo!
    Obrigada

    Like

  2. Eunice Sousa says:

    Adoro Constança!! Sigo uma blogger que tem 4 filhos e fez algo muito parecido para a escadaria de casa. Acho uma ideia muito gira, sobretudo porque podes voltar a repetir daqui a uns anos, quem sabe com papeis de rascunho das observações na natureza feitas pelos teus rapazes!

    Like

  3. Tanja says:

    Such a wonderful idea! The soft watercolours really make it something special. Love those silhouettes of your adorable boys and how you’ve decorated your mantle, especially the brass candleholders and the colourful candles!

    Like

  4. Raquel Duarte says:

    Olá Constança, os quadros ficaram uma ternura. Estou muito tentada a fazer umas das minhas três filhas para a parede da sala de jantar que pede uma peça especial há muito tempo.
    Diga-me, o passe-partouts foi cortado fazendo o contorno da silhueta ou a silhueta está sobre ele? Não consigo perceber bem pela foto. Muito obrigada pelas partilhas e inspirações.

    Like

  5. Elsa says:

    Excelente ideia e ficaram fantásticos ! Parabéns !
    Estou tentada a copiar a sua ideia para a minha baby de 2 anitos que necessita de decorar o seu quartinho um pouco despido nas paredes !
    Peças únicas e de valor inestimável para nós e até mesmo para eles quando crescerem !

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s