À conversa no podcast Anita no Trabalho

podcast-anita-no-trabalho

Não é novidade nenhuma que gosto de ouvir podcasts. Ouço-os enquanto coso, guio, arrumo a cozinha, ando a pé… Os podcasts fazem-me companhia, educam-me, fazem-me rir e pensar. Há podcasts para todos os gostos (já escrevi dois posts sobre os meus podcasts preferidos: em 2013 e em 2014 — tenho de fazer um post actualizado!) e, quanto a mim, os podcasts mais interessantes são aqueles que exploram um nicho até exaustão, sob todos os ângulos e perspectivas, seja a solo ou entrevistando convidados.

Em português, o meu podcast preferido é o Anita no Trabalho. A Billy e a Eliana falam sobre o empreendorismo feminino em Portugal de uma forma descontraída, divertida, acessível e muito inteligente. O Público já falou sobre elas, a TimeOut também.

Pois eu tive a honra de ser entrevistada por elas! Espreitem o episódio #11 para nos ouvirem a conversar a respeito do meu percurso e sobre temas como maternidade, introversão, isolamento, blogs e afins. Espero que gostem e não se esqueçam de subscrever o podcast no iTunes ou no vosso app de podcasts de eleição (eu uso o Pocket Casts).

E nunca é de mais frisar que os vossos comentários são muitíssimo bem-vindos! Este é um espaço de conversa e para mim é mesmo importante ouvir a vossa voz (ou, neste caso, ler as vossas palavras).

Para assinar a minha newsletter, cliquem aqui. Obrigada e até breve!

 

5 thoughts on “À conversa no podcast Anita no Trabalho

  1. Sara Grilo says:

    Olá Constança!
    Já ouvi e adorei.
    Não conhecia o podcast e estou a ouvir os episódios anteriores.
    Bom fim de semana
    Sara

    Like

  2. Inês Cabanita says:

    Acabei de ouvir o podcast.

    Tocou-me particularmente quando falaste da dificuldade que existe na nossa sociedade em não criticar ou limitar as escolhas de cada um. É sempre muito difícil para mim quando preencho (nos papeis nas escolas dos meus filhos) aquele campo que diz “profissão da mãe”. Então se existem opções ainda é mais limitativo – doméstica? Dona de casa? – Mãe!, sem duvida, mas essa opção profissional não existe! E depois ainda há o campo “situação profissional actual” – em que me vejo obrigada a pôr desempregada – quando para mim desempregada seria se estivesse à procura de emprego, que não é o caso.

    Depois a parte em que falam da necessidade de silencio – como eu compreendo! É uma coisa estranha de uma mãe de 5 crianças dizer – mas efectivamente eu também preciso de um tempo em silêncio 🙂

    Adorei ouvir-te!

    Bjs

    Like

    • Constança Cabral says:

      Olá Inês! Bem, devo dizer-te que antipatizo bastante com o termo doméstica… e dona de casa é mesmo limitativo, não é? E dizer que és/estás desempregada não poderia estar mais longe da verdade: estás a criar cinco filhos! Mais uma vez, isto mostra que a nossa realidade profissional e social acha que a única forma de trabalho é um emprego remunerado. Enfim, este assunto dá pano para mangas. Obrigada pelo teu comentário!

      Like

  3. Carla B says:

    Olá Constança. Só ouvi agora o podcast e adorei toda a conversa 🙂 Foi muito bom ouvir a voz por trás das palavras e identifiquei-me com várias coisas, como necessitar de estar só para recarregar, o ser beija-flor :), os papeis que uma mulher pode tomar na nossa sociedade. Penso muitas vezes se estou a fazer as escolhas certas, a fazer tudo o que poderia naquele momento … mas lá fui fazendo as pazes comigo mesma, as escolhas que faço em cada momento são aquelas para que estava pronta na altura.

    Felicidades!

    Carla (aka rosinha_dos_limoes)

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s