Passar Moldes para Tecido :: Transfering Patterns to Fabric

Quando fiz a túnica de marinheiro para o Rodrigo, utilizei um método novo — novo para mim, bem entendido — para passar os moldes para o tecido: papel químico de costura e uma recortilha. Apesar de ser um método clássico, parece-me que é pouco usado hoje em dia. A Tilly escreveu uma boa explicação aqui. Há papel químico de várias cores e tamanhos e as recortilhas encontram-se à venda em qualquer retrosaria.
When I made the sailor top for Rodrigo I used a new method — new to me, I must add — for transferring a pattern to fabric: dressmaker’s carbon paper and a tracing wheel. Even though it’s a classic method, I don’t think it’s being used much these days. Tilly has a great explanation for it here. You can find tracing wheels and carbon paper in many colours and sizes at every haberdashery shop.
Lembram-se de ter falado no facto de o decote da túnica ser demasiado aberto? Resolvi a questão com uma simples t-shirt às riscas!
By the way, remember I mention the fact that the V-neck was too deep to my liking? I’ve found that a simple stripey t-shirt (worn underneath the tunic) solves the problem!

(photos© Constança Cabral)

7 thoughts on “Passar Moldes para Tecido :: Transfering Patterns to Fabric

  1. Maria João says:

    Aliás como já vem sendo costume, aprendemos muito consigo. E esta dica agora foi das melhores. Tenho um molde para uma saia e já me tinha perguntado se haveria maneira de o marcar sem destruir o molde. Obrigada.

    Like

  2. Inês Cabanita says:

    Não conhecia o método, obrigada. Eu normalmente copio o molde para papel e depois corto (o papel). Será que naqueles moldes (tipo os da burda) em que os desenhos estão todos sobrepostos, dos dois lados da folha e o papel é super fininho, se aguenta?!

    A solução da camisola às riscas ficou super gira, parece que faz mesmo parte!

    Bjs

    Like

  3. Naná says:

    Muito obrigada por este post, é deveras útil.

    Já tinha percebido para que servia a recortilha, mas não tinha ainda compreendido que deveria ser usada com papel químico. Era essa a peça que me faltava… porque eu estava absolutamente convicta de que o uso da recortilha devia ser bem mais fácil e rápido do que outros métodos.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s