Cestos :: Baskets

 

Cestos, cestos, cestos… sei que não sou a única que tem pancada por cestos e que não lhes consegue resistir. Por que é que hei-de comprar em plástico quando posso ter em verga, ou vime, ou palha?
A NZ tem restrições bastante apertadas em termos de aquilo que não pode entrar no país: sementes, plantas, alguns alimentos, madeira não tratada… e cestos. Não são propriamente proibidos, mas quem se muda para cá é aconselhado a não trazê-los, porque poderão ser alvo de um inspector alfandegário mais zeloso.
Quando estávamos a preparar a nossa casa para ser empacotada, ofereci dezenas de cestos, mas decidi arriscar e trouxe os meus preferidos: o cesto de picnic e todos os cestos portugueses. (Tivemos sorte e a alfândega não embirrou com nenhum.) Aquele tabuleiro de roupa que está em cima da mesa de jardim é uma espécie de canastra e foi comprado na Feira da Luz, em Lisboa. O cesto dos brinquedos do Rodrigo é um cesto algarvio que comprei em Tavira. Os restantes que aparecem nas fotografias já foram comprados cá, todos em segunda, terceira, ou quinta mão!
Baskets, baskets, baskets… I know that I’m not the only one who is obsessed with them. Why should I buy plastic when I can have wicker, rattan or straw? 
 
NZ has severe restrictions regarding what is allowed to enter the country: no seeds, plants, some types of food, untreated wood… and baskets. It’s not that they are prohibited… let’s put it this way: if you relocate to NZ, you are strongly advised not to bring any, because they could be subject to fumigation or disposal at your own expense.
 
When we were getting our home ready for packing I gave away dozens of baskets but decided to risk it and keep my favourites: the picnic hamper and all the Portuguese baskets. (We were incredibly lucky because there were no customs clearance issues with any of them.) That linen tray that’s standing on the garden table is an old-fashioned fish selling basket (check out some images here) and was bought at a market in Lisbon. Rodrigo’s toy basket is typical from the Algarve region. The other ones have all been bought over here and are second, third or even fifth hand!

(photos: 1, 2, 3- Constança Cabral; 4, 5- Tiago Cabral)

22 thoughts on “Cestos :: Baskets

  1. lansucci says:

    Maravilhosos. Combinam com vida compartilhada com pessoas queridas, tranquila e ao ar livre, casa com jardim, criança feliz, materiais naturais…seria uma maldade te barrarem os cestos tão “giros” rs.
    Feliz moradia em NZ a você e família. Tenho uma amiga que chegou aí há pouquíssimo tempo,está perto de onde foi filmado “O Príncipe Caspian” das Crônicas de Nárnia.
    Bjinho

    Like

  2. Monica says:

    I love baskets too, and didn't know about those Customs regulations. I'm glad you managed to keep your favorites, and am sure you'll find many more there! What a lovely, comforting item a basket is, right?
    Hugs from across the miles.
    xo

    Like

  3. Alicia says:

    I love baskets too and I avoid plastic as much as possible. It's a shame I don't find many in England.
    All the best in your new adventure in NZ, you are so brave!
    Alicia.

    Like

  4. alva quase transparente says:

    Também sou louca por cestos (bem com caixas, e qualquer tipo de contentor que possa ter piada). mas a morar num apartamento começam a esgotar-se as desculpas para justificar tantos cestos 🙂

    O Rodrigo está lindo. Que felicidade 🙂

    Beijinhos

    alvaquasetransparente.blogspot.com

    Like

  5. Marga says:

    Também sou uma fã de cestos e mais ainda de alcofas como essa de Tavira. A minha avó fazia e lembro-me das folhas de palmeira-anã estendidas ao sol para depois serem desfiadas e atadas em pequenos molhos para fazer a empreita. Felicidades nessa nova vida. um abraço

    Like

  6. Velud'arte says:

    Curioso, não fazia ideia! Que bom que conseguis-te ficar com esses cestos aí, dão logo outro ar de aconchego, um sentimento de pertença a Portugal 🙂
    Adorei as cadeiras e mesa de jardim, O Rodrigo parece super feliz, as flores são lindas!
    Espero que estejas feliz Concha.
    Quero ver essa estufa a ser aproveitada 🙂

    Like

  7. Anonymous says:

    Bom dia,
    Também sou louca por cestos (e muito gozada pelos meus amigos por tal, pois nas viagens tento sempre trazer algum, ehehe). No entanto o cesto da roupa… nao arrepanha a roupa/rasga ou apanha linhas/malhas da roupa? foi coisa que nunca quis por essa razão, ainda que ache mt bonito).
    obgda!
    Claudia

    Like

  8. Anonymous says:

    Olá Constança!
    Lindas as fotografias… os cestos também são a minha perdição. Só não tenho é muito espaço para os arrumar. Herdei o gosto da minha mãe, que tem um colecção digna de inveja! Só não percebo a causa das restrições neo-zelandesas. Porquê tanto zelo?
    Um abraço de Leça
    Marta
    PS: O Rodrigo está amoroso!

    Like

  9. Jeito Mineiro de Ser says:

    Acho que entendo esta proibição: pequenos insetos que podem vir junto. Apesar de gostar muito deles não os temos em casa pois, já tivemos sérios problemas com “traças” e “cupins” e, por isso, os evitamos. Os nossos foram substituídos por caixas plasticas tampadas…não tão românticas mas resistentes ao ataque de insetos indesejáveis.
    O Rodrigo está muito lindo!
    Felicidades e um abraço!

    Egléa

    Like

  10. filipa pais rodrigues says:

    cestos e mais cestos, é verdade! também eu adoro e há sempre razões para os comprar… estas fotos causam-me alguma nostalgia, saudades do meu jardim, das flores que apanhava e das alfazemas que arranjava para secar e que, enquanto esperavam, eram separadas por cestos…
    o Rodrigo tem imensa sorte, por ter um belo jardim e um cesto para os brinquedos!

    Like

  11. Inês says:

    Também sou uma fanática por cestos e esses do género dos brinquedos são dos melhores para arrumação, cabe lá muita coisa e dá para ver melhor o que está lá dentro.
    Adorei a canastra para pôr a roupa, que detalhe mais bonito!

    Like

  12. Patricia says:

    São lindos os cestos e também os acho muito práticos e com imensa potencialidade quanto aos diversos usos que podem ter.
    As restrições imagino que sejam por poderem trazer bichos (que dão na madeira não tratada, por exemplo formiga branca).

    Like

  13. by Deva says:

    Também tenho essa perdição por cestos, mas desde que viemos viver para aqui, todos os nossos cestos de inverno criam bulor por causa da humidade e ficam verdes. Quando está sol ponho-os lá fora, mas não resolve… E dar uma camada de verniz acho que lhes ia tirar o “brilho”. Fico mesmo triste com isto.

    Like

  14. Gislene Parziale says:

    Sou apaixonada também, servem para tantas coisas, tenho muitos aqui em casa também, coloco frutas, legumes, brinquedos, revistas, enfim… sempre dou um jeito, eles espalhados pela casa são tudo de bom!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s