Planos :: Plans

É quase impossível encontrar roupa decente aqui. Não sei se as lojas recebem os restos das colecções europeias, ou se é o meu gosto que é completamente oposto ao gosto neozelandês. O que é certo é que a minha roupa está toda velha e gasta e preciso de coisas novas, e não as vejo à venda.
Mas há muitos moldes antigos com preços incrivelmente baixos. E muitos tecidos em super-saldos.
Acho que este vai ser o ano em que vou mesmo tentar fazer roupa para mim. Ainda não sei bem como vou adaptar os moldes ao meu corpo, mas há muitos sites e livros sobre o assunto, e bolas, não há-de ser assim tão difícil!
Vocês fazem roupa? E usam-na?
I have been having some trouble finding nice clothes for me locally. I’m not sure if the shops receive old stock from overseas or maybe it’s just my taste that’s completely different from the NZ norm. But the fact is I’m in dire need of new clothes because pretty much everything I own is looking rather old and tired, and I don’t see clothes that I want to buy available for sale.

But there are heaps of vintage patterns that are incredibly cheap. And lots of fabrics on super-sale.

I think this is going to be the year I’m actually going to sew clothes for myself. I’m still not sure how I’m going to adapt the patterns to my own measurements but I’m sure there are lots of websites and books on the subject… I mean, it can’t be that hard!

Do you make — and wear — your own clothes?

(photos: Constança Cabral)

50 thoughts on “Planos :: Plans

  1. Anabela Quinta says:

    É muito fácil adaptares os moldes à tua medida, talvez só custe o 1º mas depois tomas o jeito e vais ficar viciada em fazer roupas novas para ti. Adorei esses moldes antigos, pena que aqui não há!
    Força e depois mostra o resultado, ok? beijinho e felicidades 🙂

    Like

  2. F. Camões says:

    Olá!
    Sim, faço roupa para mim;
    O mais emidiato é saias….tenho algumas Filipa Made.
    Tenho também uma capa que gosto muito.
    Não faço mais pois tecidos sao um pouco caros (escolho sempre boa qualidade) e acaba por nao compensar face ao preço que lojas têm.

    Não é muito dificil basta saber como adaptar as pinças. O mais complicado são camisas e mudanças de mangas/pinças.
    Vestidos fluidos vais ver que sao simples e super versateis.
    Saia: começa com o molde de saia lapis e depois adapta para outros. Vais ver que é top.
    Recomendo livro de “O Grande Livro Da Costura”. Uma biblia!!!!! Boa sorte.
    ps- se quiseres mais dicas, posso mandar meus apontamentos (temos uma amiga em comum 🙂 )

    Like

  3. Rosa Maria says:

    Sei bem o que você está sentindo, Constança. Ao chegar por aqui, morando numa cidade minúscula, fiquei quase horrorizada com o gosto local. Só consegui adicionar algo novo ao meu guarda-roupa depois de algumas visitas a Wellington e Christchurch. Fora isso, somente peças vintage de opshops. A idéia de fazer seus próprios modelos é engenhosa e muito atraente, eu mesma já comprei vários destes moldes vintage (como são bonitos e fáceis de encontrar por aqui!) e ainda sonho em materializá-los em vestidos confortáveis e saias bonitas, mas, por enquanto, só fiz umas túnicas e saias, o que me salvou na gravidez. Os meus conhecimentos rudimentares de costura só me permitem roupas para a menina e pijamas para o menino. Um dia, ah, um dia! Será ótimo acompanhá-la na sua aventura! Ka kite!

    Like

  4. arabella says:

    You should check out Cal Patch's book “Design It Yourself Clothes”. She walks through the process of creating patterns for simple pieces of clothing and how you tailor them to your measurements in such a way that you can then take what you learn and apply it to other patterns. I now know where to adjust the bust line in a pattern etc.

    Like

  5. Sharyn says:

    yes, it's fun to make your own clothes and easy too once you learn the basics. There a really good sewing community on line with of loads sewing resources and support.
    Here are some of the sewing blogs I follow:
    http://www.tillyandthebuttons.com – Tilly has some good tutorials for beginners
    http://didyoumakethat.wordpress.com
    http://paunnet.blogspot.co.uk
    http://verypurpleperson.com
    http://www.afashionablestitch.com
    http://www.coletterie.com (Colette patterns, one of the many independent pattern makers, great patterns with very good instruction booklets. She also has a book which is a good guide for beginners)
    http://www.fehrtrade.com
    http://handmadejane.blogspot.co.uk
    It is interesting that you can't find clothes that you like in NZ. I'm from NZ and I find it difficult to find clothes that I like in Portugal, so maybe it is a cultural thing. One wouldn't think that the styles would be so different but it seems they can be. Happy sewing 🙂

    Like

  6. a andorinha says:

    ola constanca. estou precisamente nessa fase. depois das mantas de retalhos passei a interessar-me por aprender a fazer roupa. comecei por aprender a desenhar os moldes para o meu corpo e agora estou a aprender a costura-los. a costura de roupa nao parece dificil mas aprende-se muitos truques que sao importantes e facilitam muito. o corte tambem e importante. tambwm comecei pela saia pencil que e o mais facil. o grande livro da costura das Seleccoes e a grande biblia de facto. mas comprei mm o livro num alfarrabista. bom trabalho! 🙂

    Like

  7. Margarida Godinho says:

    Fazer roupa é mesmo um desafio. Também me tenho dedicado a isso nos últimos tempos e estou super entusiasmada. O ideal é começar por peças mais básicas e ir gradualmente aumentado a dificuldade! Eu tenho seguido alguns tutoriais online e também moldes da revista Burda Style. As primeiras tentativas façosempre com tecidos mais em conta, assim se o resultado final não for o esperado, o estrago não é muito grande. 😉 Boa sorte!

    Like

  8. Borboleta Serrana says:

    Vou tentar, pela 1ªvez fazer a minha roupa, este Verão!
    Fiz um curso de corte e costura na Singer, e até tenho uma régua de corte, mas conhecimentos?! NENHUNS!!
    Vou pegar em túnicas, que gosto sempre de vestir no Verão, simples e que me ficam bem(!), vou desmanchar, tirar o molde, cortar “réplicas” e … a vamos ver o resultado final!!

    Like

  9. Naná says:

    Eu ando com uma saia de linho em evasé há um ano para terminar… empanquei nas pinças…
    Mas os dois livros que melhor nos podem ajudar é o Grande Livro da Costura (encontrei um em bom estado no OLX em segunda mão por 8,50€) e o Costura tornada fácil, que comprei através da loja online da Burda. São ambos excelentes em termos de dicas para moldes e ensinam todas as técnicas.

    Like

  10. Flor de Lima says:

    Também faço boa parte da minha roupa. O meu pé de Aquiles são as calças por isso, um dia destes, vou comprar um curso que vai no Craftsy. Optei por fazer a minha roupa por andar farta de roupa comprada que se desgasta num instante. Costumo usar os moldes da Burda e da Patrões. 🙂

    Like

  11. Maria Byrne says:

    A minha irmã que viveu aí 1 ano, disse exactamente o mesmo que tu. Comprar roupa aí é para esquecer… E sim, acho que podes perfeitamente fazer coisas para ti, desde que encontres moldes bom. Bjs

    Like

  12. Liliana Maia says:

    Imagino…quando estive por essas paragens tive o pensamento de que a moda não é importante para os Neozelandeses..
    vai adorar essa nova experiencia de fazer a sua própia roupa! Força!

    Like

  13. pipian atelier says:

    Olá Contança!Acho excelente ideia. Eu própria já me aventurei a fazer uma peça ou outra pelos moldes da burda e sai direitinho. tenho pena de aqui não se ver esses moldes vintage, adorava ter alguns para mim e principalmente para a minha princesa. Bjs e tudo a correr bem.

    Like

  14. Vchapéus says:

    Gostaria de fazer mais peças do que faço pois a profissão preenche muito do meu tempo, mas faço algumas e uso-as com muito orgulho. O difícil para mim é quando experimento e tenho de fazer ajustes, às vezes tenho de colocar um alfinete num sítio de acesso difícil e torna-se uma aventura. Só custa os primeiros, depois torna-se uma rotina! Boa sorte!

    Like

  15. Só sedas says:

    Concha, nunca na minha vida fiz nada para mim (comecei a fazer uma camisa de noite há muitos anos mas ficou a meio) mas sigo o blogue de uma mega mãe (4 filhos) que adoro e que faz as saias dela (e também as vende). Em termos práticos isto não vai adiantar nada para ti mas pode servir-te de inspiração (e ânimo). O blogue é http://laviepetite.blogspot.pt/

    Like

  16. maria josé says:

    A primeira peça que fiz, para justificar o investimento na máquina de costura que na época foi carota, foi o forro com bolsos e tudo para um casaco do meu marido que tinha esgaçado por ser mais estreito que o casaco. Desmanchei metade, que usei como molde, e deixei a outra metade para poder controlar como era feito.Deu trabalho mas ficou perfeito. Uso peças que já não servem desse modo e faço algumas alterações a partir delas. Força.

    Like

  17. Viviane Basile says:

    Oi, Conchita!

    Hoje eu vim trabalhar, toda pimpona, com uma saia costurada por mim. Sinto-me a Madame Coco Chanel, apesar de saber que ela está anos-luz de poder ser chamada de alta costura! Hohohoh

    Beijos do outro lado do mundo!

    Vivi Basile

    Like

  18. Anonymous says:

    Olá Constança
    Sigo há muito o seu blog, com imenso carinho, embora normalmente não “diga” nada (para não me intrometer no meio dos mais novos). Mas hoje não resisto. Quando era da sua idade, e não tinha nem metade da sua experiência em costura, a mãe de uma amiga pôs-nos a fazer a nossa roupa, ainda hoje recordo o prazer e o divertimento de comprarmos o tecido à sexta e ao sa´bado à noite irmos ao cinema com umas calças novas, o máximo !!!! Vai ver que vai adorar. Na altura fazíamos calças (à boad e sino ah ah) com moldes da Burda, mas tarde adoptei a técnica de desmanchar uma peça e ela própria servir de molde. Ah é verdade, vai ver que fazer umas calças é do mais fácil que há incluíndo com bolsos. Força e divirta-se. Beijinhos Rosa Maria de Sousa

    Like

  19. rosamar says:

    Olá!

    Fazer roupa é muito fácil. Em tempos que já lá vão,não comprava nada. Fazia tudo!! Sem perceber grande coisa de costura. Comprava as revistas burda e fazia o que lá se encontrava, adaptado às minhas medidas. Agora,não tenho a mínima paciência. Estou noutra onda e quando penso no que fazia, não acredito .LOL
    Por isso avança sem medo. Vais conseguir.Estou ansiosa por ver.

    Bjs

    Like

  20. Anonymous says:

    Fazer roupa nao é assim tão dificil como parece, tive mesmo problema aqui nos Açores.
    Com o teu jeito e rapidez a aprender ainda vais lançar uma novas modas na NZ!
    é por mão ao trabalho e podes ter a certeza que vais passar a ver a roupa nas lojas de outra maneira. Eu agora vasculho as costuras, tento perceber os moldes e dps tento recriar em casa. Força e partilha,Bjs desta tua seguidorados Açores, Maria

    Like

  21. Anonymous says:

    Parece que o centro da moda é mesmo aqui na Europa. 🙂 No resto do mundo, por onde já andei, comprar roupa é uma missão impossível… o sentimento é mesmo esse: parece que só vendem os restos da Europa e de há uns 10 anos atrás! 🙂

    Estou a aprender a costurar roupa há um ano e meio e é divertidíssimo! Mas devo dizer que é sempre melhor aprender com alguém do que pelos livros… Há muitos truques e dicas que não vêem nos livros. E nem sempre o “desmanchar a roupa e tirar os moldes por aí” funciona bem – há pinças invisíveis que se fazem nos moldes e que não se vêem depois no tecido (na peça de roupa).

    Mas a Constança é super prendada e de certeza que costurar roupa vai ser peanuts! 🙂 Qualquer dúvida, disponha! 🙂

    Sara Coutinho Soares

    Like

  22. Rita says:

    Olá Concha, já algum tempo que leio o teu blog e fazer roupa será concerteza algo divertido e acessível para ti, mesmo com um pequeno ajudante de costureira. Faço alguma roupa para mim, principalmente de Verão, que é quando um tecido engraçado faz toda a diferença. Eu gosto de me guiar pela Burda, se tiver algum molde do tipo que procuro e “O Grande Livro da Costura” é uma boa ajuda na confecção. Se quiseres fazer os teus próprios moldes, utilizo a sebenta de moldes do curso de Design de Moda, que me enviaram em pdf. Esta última posso enviar-te por mail. Bjs, Rita.

    Like

  23. Pysselpralinen says:

    I visited NZ last march and experienced exactly the same thing. Found nothing I liked in the clothes stores, but in the fex thrift stores I visited I found some nice patterns. 🙂

    I would love you to share everything you find about translating the patterns. Because I want to do the same this year: start daring to sew clothes for myself! 🙂
    And I´m also in desperate need since I just gave birth and its impossible to find anything here in Sweden that is both nice looking and practical when you are breastfeeding! Hopeless trends right now!

    So looking forward to read more about your adventures in your new country, you are so inspiring!! 🙂

    Like

  24. Mal says:

    You are very inspiring, it is so positive to just think of making things that you will like, rather than feeling upset at the lack of clothes to suit you in the new country. You are really having two springs and summers together, and that might be why your current clothes feel tired, also, your body will have changed with your pregnancy. Also, I think it takes a while for your ideas to adjust in a different country. A colleague who lived in New Zealand for a while found their very practical and casual approach to clothes liberating, but it was also tied in to low energy use – washing things in cold water, and generally not ironing them. She simplified her wardrobe a lot on return to the UK, partly to save money, but partly because she had changed. She was able to get a mortgage as a result, so felt it was worth it. Best wishes, M.

    Like

  25. Sandra Almeida says:

    Olá Constança!
    Espero que já tenha começado a transformar esses lindos tecidos em verdadeiras obras de arte para mostrar aí aos NZ o que é ter estilo!!
    Eu não me atrevo a fazer roupa para mim… Mas quando era adolescente fiz uma série de saias e calções! O meu corpo não é do mais fácil (nada encaixa bem à primeira…) mas consegui fazer com que os moldes da burda funcionassem bem (claro, com a ajuda da mãe e da irmã!).
    Mas ao ler os seus posts deparei-em com este (http://saidosdaconcha.blogspot.pt/2012/04/kids-clothes-week-challenge.html) e vi exactamente o que eu precisava para a minha princesa… Onde consigo um tutorial para um fofo (como o que está na foto no lado direito?).
    Um grande beijinho e boas costuras! Depois mostre-nos o resultado!

    Like

  26. Anonymous says:

    Na minha opinião, o livro: ” O grande livro da costura” é um belissimo recurso (eu tenho) e os moldes da burda tambem, mas por trás disso, é necessário termos bases/conhecimentos de costura. Além de que para podermos confeccionar uma qualquer peça para nós próprias, e para um corpo com forma dificil, é mesmo muito complicado…
    Beijinhos
    Rosa

    Like

  27. papoila says:

    Desde miúda a BURDA não falha nunca!!!
    Eu e a minha mãe aprendemos ao mesmo tempo eram tardes fantásticas, eu riscava os moldes, copiava para papel vegetal ela cortava o tecido, eu enfiava a linha nas agulhas (ela via mal) ela cozia na máquina e eu chuleava…uma equipa perfeita!!

    Like

  28. Mira says:

    Olá ,sou a Mira, já há bastante tempo
    que vejo o teu blog e sempre gostei
    do blog e também essas casas na Nova
    Zelãndia são lindas,o Rodrigo está grande e bonito, eu faço roupa para mim e não só,gostava que me fizesses
    uma visita no blog beijo e diz alguma coisa se precisares de alguma
    dica

    Like

  29. Cláudia says:

    Ando para fazer roupa para mim há séculos! Agora decidi comprar uns livros japoneses com moldes e tudo… Ainda não chegaram, mas acho que irei precisar de muita ajuda… Adoro os vestidos e túnicas japonesas… parecem de fácil execução…
    BJ

    Like

  30. Inês Maia says:

    Olá Constança! Sou Inês Maia, tive a honra de publicar um artigo na secção “atelier” da burda style em 2010 com o seu delicioso trabalho. Traz-me um sorriso saber que já está a levitar noutra hemisfério e acredito que com o seu jeito e bom gosto deverá rapidamente conseguir fazer as suas próprias peças à medida. à semelhança de muitos dos comentários, também eu aconselho vivamente os moldes da burda, o livro “A costura tornada fácil”… mas eu sou muito suspeita!!! Um beijinho e muitas felicidades

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s