Groselhas :: Blackcurrants

Há um arbusto de groselhas pretas ao pé de nossa casa. No outro dia o nosso senhorio bateu-me à porta e disse-me que as apanhasse antes que se estragassem, e que as usasse para fazer uma tarte ou algo do género. Meu dito, meu feito: o nosso domingo foi passado entre quilos e quilos de bagas. Adoptámos o método de podar para colher, opção que se revelou eficaz e confortável.
There’s a blackcurrant bush near our house and some days ago my landlord urged me to pick them and make a pie or something like that – so we spent our Sunday amongst kilos and kilos of berries. We adopted the prune as you harvest method, which is an efficient and comfortable way of picking blackcurrants.
Ainda não sei quantos quilos de groselhas temos ao certo, mas aposto em seis ou sete. Ao fim da tarde, enchi-me de coragem, li tudo o que encontrei sobre o assunto e fiz a primeira compota da minha vida! Usei esta receita e li e reli estes conselhos, e não é que resultou? Também queremos experimentar fazer cassis e xarope de groselha – alguém recomenda receitas?
I’m not sure how many kilos of berries we’ve ended up with but I’m guessing six or seven. Around 6 pm I took a deep breath, read everything I could find on the subject and made my first batch of jam ever! I followed this recipe and read and re-read these tips and guess what? it worked! We also want to have a go at making cassis and cordial – do you recommend any particular recipes?

(images: Constança Cabral; Tiago Cabral)

30 thoughts on “Groselhas :: Blackcurrants

  1. Miss Pelicano says:

    Sim senhora! Que maravilha! As fotos estâo como sempre muito inspiradoras e tem tudo muito bom aspecto! Quanto às receitas, preciso de mais um tempinho para pensar. Mas com certeza que encontras aos montes! Bela colheita! Nada melhor que apanhar do próprio jardim e comer!

    Like

  2. CK says:

    Make that classic English dessert, fool. It is wonderful with black currants. Cook the fruit with some sugar, puree, strain& cool it down, whip some cream, fold in the fruit puree. The color will blow your mind!

    Like

  3. 333 says:

    Está assim tanto frio aí? A meio de julho? (estou a guiar-me pela manga comprida com casaco por cima) Já percebo porque é que, com tanto verde e groselhas lindas à porta de casa queres vir a Portugal =)

    Like

  4. miosotiis says:

    Que dia óptimo!! Fazer compotas é algo que demore me fascina e, mesmo não comendo habitualmente, gosto de fazer e oferecer. 🙂

    Agora…de casaco em Julho?? Por aqui está um calor que não se aguenta!… 😀

    Like

  5. By Deva says:

    Nesta zona (Azeitão) temos umas baguinhas também deliciosas que são os “mirtilos”, não sei se conheces? Fazem umas boas compotas e tartes. Por aí está fresquinho… ao contrário de cá que rondam os 40ºC

    Like

  6. Isabel I says:

    Oh Concha, eu tenho uma receita da minha sogra de xarope de groselha, uma coisa muito antiga e trabalhosa, que demora para aí 3 dias e envolve saquinhos de tule para espremer e muita espuma que se tem que tirar com uma escumadeira, vezes sem conta. O resultado é maravilhoso, aqui em Portalegre ainda há quem faça assim e ainda se vende numa loja gourmet, caríssima. Eu confesso que nunca tive coragem mas se você quiser eu mando-lha. Você aí de casaco de malha e nós cá a fritar. Mas há lá Verão como o nosso???

    Like

  7. susana says:

    Encantadoras estas fotos* adorei!!
    e trocava de bom grado estes infernais 40 graus que estão em lisboa por uma chuva aí do campo, ihihih…a sério!

    Like

  8. Isabel I says:

    Então aqui vai, andei à procura e encontrei. Afinal não é tão dificil como me parecia.
    Xarope de groselha
    Tiram-se os pés e esmaga-se a groselha. Deixa-se ficar com as peles e as pevides dum dia para o outro.
    Depois coa-se por um saco de tule. Mede-se o liquido e deita-se-lhe o açúcar na proporção de 1 Kg de açúcar por cada meio lito de liquido.
    Vai ao lume e quando começa a criar espuma tira-se para fora para retirar a espuma. Faz-se isto 3 vezes.
    É uma receita muito antiga, a minha sogra já morreu há 12 anos com 86 anos. Se tiver paciência experimente e mostre-nos o resultado. Beijinhos

    Like

  9. Verena says:

    Mmh, yummy blackberries! What a privilege to have fruits riping right outside your door… Enjoy!
    By the way, is jam = compota in Portuguese?
    I was surprised because the German “Kompott” is a sweet sidedish. It consists of mashed & cooked fruits and is rather liquid. You eat it out of a bowl or on top of waffles.
    We call all sorts of jam just “Marmelade”. I love jam making… Ever tried spicy jam, like paprika/capsicum jam? Gorgeous with grilled stuff…

    Like

  10. Concha says:

    Isabel,

    Muito obrigada!! 1 kg de açúcar por cada meio litro de sumo?? Meu Deus!

    Vou mesmo tentar fazê-lo, mas só em Setembro porque daqui a poucos dias vou de férias! 🙂

    ***

    Verena,

    In Portuguese the word “marmelada” is what the British call quince cheese (quince is “marmelo”). “Compota” is jam, that's right! Are you talking about chutneys? I don't eat them very often but they taste good!

    Like

  11. Isabel I says:

    Pois parece mesmo um exagero mas como o próprio nome indica é um xarope. Fica assim um sumo grosso e muito açucarado que se dilui com água gelada. Além de ser delicioso faz muito bem aos desarranjos intestinais que costumam ser mais frequentes no Verão. Em Setembro ainda há aí groselhas?´Aqui já há muito que se acabaram, agora só já há as da globalização nos supermercados, mas essas não sabem a nada. Boas férias, eu também estou quase. Vem para Portugal? Prepare-se para as temperaturas exageradamente quentes, parece o norte de África. Enfim… é Verão.

    Like

  12. Concha says:

    Isabel,

    Em Setembro já não há bagas mas congelei a nossa colheita.

    Vou para Portugal, sim! Estou cheia de vontade de praia, mas o calor… acho que o vou estranhar!

    Like

  13. Verena says:

    Concha,
    I was curious because I study linguistics and I love food. So I just looked it up. Our “Kompott” equals the English compote or stewed fruits. Kompott is something even my Great-Grandmothers used to cook back in the old days. It was mostly done using apples or plums. It's mainly plain cooked fruit mush of just one fruit at a time. Known as the poor people's dessert… (And it looks like baby food but tastes great – apple kompott with cinnamon, yummy…)
    As far as I know a chutney is a rather modern composition. It contains more fruity bits and other ingredients like different fruits or spices and is not mushed. I might be wrong..
    But in the end, canning your own harvest just rocks big time 🙂

    Like

  14. Concha says:

    Verena,

    This is very interesting – I've always been curious about linguistics even though I know very little on the subject. Why did I study Law? I should have taken a degree in Literature or done something creative…

    Well, you made me search for my Latin dictionaries! The smell is transporting me back to high school… I actually enjoyed those classes a lot! I inherited my father's and grandmother's dictionaries and they're full of little notes and memories. I'm so glad I brought them along to England!

    And now on the word: in Portuguese there's a big confusion between “compota” and “doce”: they're used indiscriminately but basically they mean fruit cooked and preserved in sugar, that is subsequently canned in sterilised jars.

    My Latin dictionary tells me that the Latin word is “conditura” (very similar to the French word “confiture”, is it not?), which is related to the verb “condio, is, ire, ivi, itum”: to season, to preserve, to sweeten.

    Now, a Spanish source on the internet states that “compota” comes from the Latin “composita”, from the verb “componere”: to gather, to assemble, to set aside provisions.

    Does your “Kompott” have sugar in it? Is it preserved, i. e., does it keep for a long time?

    Like

  15. Margarete says:

    Oi, estou aqui a dias passeando pelo seu blog e amando cada página, cada foto, cada craft, enfim……tudo!!!
    Vou ficar mais um pouquinho tá?
    beijos do outro lado do oceano.

    ps.: citei seu blog

    Like

  16. shi says:

    Estou completamente apaixonada pelo seu blog 🙂 Tudo muito bonito por aqui e a simplicidade da sua vida me encanta. Um dia, quem sabe, podemos fazer uma troca de sementes.

    Um beijo do Brasil,
    Shi

    Like

  17. Maria Inês says:

    Sei que a inveja é uma coisa muito feia… mas dás-me inveja… gostava tanto de ter uma casa minha, com um jardim brutal, e poder passar os dias a coser e a fazer bolos e compotas… parece um sonho… =)

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s