Dress to Impress :: Regency

A propósito dos romances a sorteio, hoje é dia de vestidos estilo Regência.  Escolhi alguns vestidos que integram a colecção do Museu da Moda de Bath, cidade onde Jane Austen viveu durante alguns anos.
Since we’re having a Jane Austen book giveaway, today it’s all about Regency style dresses. I’ve chosen some dresses from the Fashion Museum of Bath, a city where Jane Austen lived for some years.

vestido de dia, algodão, 1808-1812 :: morning dress, cotton, 1808-1812
vestido de dia, algodão, 1810-1814 :: morning dress, cotton, 1810-1814


vestido de dia, algodão, 1813 :: morning dress, cotton, 1813

vestido de noite, seda, 1812-1816 :: evening dress, silk, 1812-1816


vestido de noite, seda, 1815-1819 :: evening dress, silk, 1815-1819


vestido de noite, seda, 1817-1821 :: evening dress, silk, 1817-1821


vestido de noite, seda, 1818-1822 :: evening dress, silk, 1818-1822


E quanto às vencedoras: a Joana ganhou o Emma e a Bárbara o Mansfield Park! Por favor, enviem-me as vossas moradas para que eu vos possa mandar os livros. Obrigada a todas pela participação e por tantas sugestões literárias!
As far as winners are concerned, Joana has won Emma and Bárbara will get Mansfield Park. To all of you, thank you so much for participating in another giveaway and for all the excellent book suggestions!


8 thoughts on “Dress to Impress :: Regency

  1. Anonymous says:

    Parabéns, Bárbara (a minha irmã) – apesar de já te dado a notícia pessoalmente, de que ganhaste o livro.
    Concha, tb sou «seguidora atenta» do teu blog.
    Beijinhos às duas (Bárbara e Concha).
    AB

    Like

  2. Anonymous says:

    Olá Constança! Somente uma nota para dizer que este estilo em Portugal é conhecido como: estilo Império.
    Beijinhos
    Elsa

    Like

  3. isabelle S. says:

    Bonjour
    je ne connais pas d'équivalent à Jane Austen dans la littérature française.Jane Austen analyse avec tant de finesse l'âme des femmes!Un roman contemporain me fait un peu au talent de Jane Austen:il s'agit d'Anne Marie Garat,”dans la main du diable”(Tome 1,paru chez Actes Sud en 2006).C'est trés bien écrit et là aussi on y retrouve une analyse trés fine des sentiments.Cela se passe à Paris vers 1913…je ne sais pas s'il a été traduit en portugais…Enfin,pour rappel,un beau livre de Jane Austen,moins connu et que j'aime beaucoup:”sanditon”…A bientôt,amicalement,Isabelle(Brest,bretagne,France).

    Like

  4. Teresa Nesler says:

    Acho curioso uma rapariga tão jovem como a Concha ser tão fascinada pela «era» Jane Austen, mas por outro lado a minha filha que deve ser pela sua idade por coincidência também é!? A última vez que a fui visitar aos Estados Unidos, onde ela reside, mostrou-me uma série de DVD's da Jane Austen, que ela colecciona com grande entusiasmo. Foram momentos inesquecíveis que partilhámos juntas ao vê-los, que guardo ainda da minha mais recente visita. Será o romantismo próprio duma determinada época, que as atrai tanto assim? Deixo a pergunta no ar!
    Bjs/Teresa

    Like

  5. Concha says:

    Olá Teresa,

    Acho que o fascínio pela era Jane Austen é originado pela genialidade dos próprios livros que a autora escreveu! É difícil resistir a romances oitocentistas repletos de mulheres inteligentes e com vontade própria…

    Por outro lado, a vida quotidiana das pessoas – especialmente mulheres e crianças – em séculos passados sempre me despertou muito interesse.

    Finalmente, a BBC tem vindo a produzir excelentes séries baseadas em romances ingleses do século XIX. É difícil resistir!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s